SIMPLICIDADE

IMG_3923

 

 

 

 

 

 

 

 
Cada vez mais acredito que o caminho da felicidade passa pela simplicidade.
Cresci num sítio onde a pobreza reinava e, no entanto, foi nesse mesmo meio que conheci os sorrisos mais sinceros e as pessoas mais felizes. As pessoas mais felizes não são as que possuem mais bens ou as que conhecem mais gente, mas sim aquelas que não precisam nem de uma coisa nem de outra para terem paz interior. Aliás, eu acredito que o número de bens que possuímos é inversamente proporcional à felicidade genuína que somos capazes de nos proporcionar.

Paz interior. Isso é felicidade. Algo tão simples, que apenas implica estarmos serenos dentro de nós próprios. Porque é que algo tão simples tem que ser tão complicado de se atingir? Podem ser as inúmeras distrações que temos neste mundo físico e materialista, pode ser o facto de termos que interagir com centenas de personalidades diferentes, gerando conflitos entre pessoas e dentro de nós próprios. O facto é que, há medida que caminhamos para um mundo com mais ”eu tenho” e ”eu quero”, menos pessoas felizes vemos por aqui.

Não, a felicidade não é algo constante. Nem é algo que se mereça por se fazer a cama de manhã. É algo que se descobre dentro de nós próprios, muitas vezes passando por um caminho doloroso até à auto-descoberta. Não é preciso fazermos um retiro de um mês ou uma temporada de voluntariado num país sub-desenvolvido, mas se isso for factor acelerador dessa descoberta, então porque não?

Sou mais feliz quando estou ligada à Terra e à força que me criou – tenha essa força o nome que vocês quiserem. E quando me sinto mais conectada ao que me é orgânico, a minha mente é mais tranquila – alimento-me melhor, com melhor qualidade e menor quantidade, consigo desfrutar de um bom livro, ser uma boa amiga e companhia, dar um passeio a pé e dar valor ao que realmente importa. Acima de tudo, só estamos bem quando nos sentimos gratos. E quando nos sentimos vivos.

É uma luta diária, principalmente quando a nossa mente vive inundada de questões existenciais. E a simplicidade devia ser imposta na Constituição. Todos nós devíamos ser mais simples, contentar-nos com pouco (sendo esse pouco o necessário à sobrevivência). Não vamos ser irreais e dizer que não precisamos de telemóveis e internet ou meios de transporte. Claro que precisamos, vivemos num mundo que caminhou nesse sentido e que hoje nada funciona sem a rede que se estabeleceu. Mas não nos deixemos enganar, esses bens são necessários a tudo menos à nossa paz interior.

Porque estar bem significa ter um mundo todo a ruir à nossa volta, telemóveis a tocar sem parar, pessoas a discutir, contas para pagar, relações problemáticas, e mesmo assim conseguir encontrar aquele cantinho confortável dentro de nós. E esse, o lugar mais pacífico que se pode encontrar nesta Terra, é a recompensa para quem encontra na simplicidade a maneira de ver a vida.

Eu estou a tentar descobri-lo, e vocês?

7 Comments

  1. 2 Julho, 2015 / 19:50

    Olá Joana, quero dar-te os parabéns pelo teu blog e canal do youtube. Tenho uma irmã de 16 anos, que vê os teus vlogs e falou-me de ti! Ela, insistiu imenso para que eu visse o teu canal porque, segundo a minha mana: “é mesmo a tua cara!” :p E, claro, confirmou-se.
    Sinceramente, ainda não tinha encontrado uma youtuber portuguesa (ainda que sejas moçambicana <3 )que me "enchesse as medidas", i mean… que eu gostasse mesmo!
    Na minha opinião és super genuína, super boa onda e fazes vlogs espectaculares! Mas mais que a tua imagem, é inegável que és muito bonita, vejo uma pessoa cheia de vida e verdadeiramente interessada no que faz.

    Não me posso esquecer de referir que adoro saber as tuas leituras, tens um gosto muito similar ao meu! :) Podes pensar que sou estranha, mas o facto de alguém partilhar o meu gosto pela leitura, faz-me logo ter uma boa impressão da pessoa.

    Resumindo e concluindo, fiquei fã!

    Beijinhos :)

    • Joana Moreira
      3 Julho, 2015 / 10:41

      Olá Marta :) Fiquei mesmo muito feliz com o teu comentário, adoro ver pessoas genuinamente interessadas no que eu tenho para mostrar <3 E já somos amigas só por dizeres que gostas muito de ler! ahah. Muito obrigada pelo teu comentário e espero que continues por aí durante muito tempo! Beijinho enorme para ti e para a tua irmã <3 <3

  2. Mariana Freitas
    5 Julho, 2015 / 21:19

    Olá, Joana! Muitos parabéns pelo canal no youtube, pelo blog e por este post. Sigo com regularidade um largo número de raparigas na plataforma que é o youtube e tu és, sem dúvida, aquela com quem mais me identifico, e este post só me ofereceu uma certeza ainda maior disso. Nunca tinha comentado nenhum vídeo nem post teu, mas este não deixou que assim fosse mais uma vez. Concordo inteiramente com tudo o que disseste. Não largues o youtube e continua a ensinar-me coisinhas boas. Um beijinho.

    • Joana Moreira
      8 Julho, 2015 / 9:41

      Muito muito muito obrigada pelo teu comentário Mariana <3 Fizeste o meu dia! :) Fico muito feliz por ter pessoas assim desse lado, espero continuar a cativar-te e a ensinar-te ''coisinhas boas'' :P hehe. beijinho enorme <3

  3. 12 Julho, 2015 / 15:59

    Gostei muito do que escreveste. Concordo plenamente contigo :) E estás linda!

    • Joana Moreira
      12 Julho, 2015 / 17:19

      Muito obrigada, Maura :) <3

  4. Pedro Rodrigues
    13 Janeiro, 2017 / 21:18

    Olá Joana, eu hà pouco tempo descubri o teu canal no youtube no qual sou teu fã.
    Recentemente quiz vir visitar o teu Blog, e foi aì que precebi que tu poderias tornarte a minha YOUTUBER favorita…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *