5 COISAS PELAS QUAIS ESTOU GRATA

IMG_4797

 

Quando somos crianças bem pequeninas, tudo é uma novidade e um espanto. O mundo é, todo ele, uma incógnita  – um código complexo que vamos decifrando ao longo do tempo. E se com quatro anos podemos mostrar eterna gratidão pelas coisas/pessoas, à medida que vamos crescendo essas mesmas coisas/pessoas começam a ser tomadas como garantidas. Sabemos que as possibilidades de perdermos alguém são baixas e “as coisas más só acontecem aos outros”, e pensamos que tudo o que temos ao nosso dispor vai, para sempre, estar lá. Ninguém pensa no quão bom é ter água para tomar banho ou para beber até ela lhe faltar; as pessoas não agradecem antes de comer porque sabem que têm o frigorífico cheio e o supermercado ao lado de casa.

Não quero que isto seja um post deprimente e melancólico, e nem o escrevo para vocês. Escrevo-o para mim, para não me esquecer de que nada neste mundo é garantido e tudo – literalmente tudo – pode desaparecer num estalar de dedos. E isto não é motivo para vivermos com medo ou com ansiedade, mas é sim uma forma de nos mostrar que o verdadeiro sucesso na vida está na sensação de gratidão pela simples grandiosidade que é o estar vivo.

Reuní 5 coisas pelas quais estou grata, hoje e agora. E aconselho-vos a fazerem este exercício todos os dias: escreverem num diário as coisas pelas quais estão gratos naquele dia.

  1. Frutas de Verão: pode parecer ridículo, mas pouca coisa me deixa mais feliz do que chegar a casa com fruta fresca e local! E nesta altura do ano só consigo pensar em pêssegos, melancia, figos…
  2. A minha colecção de livros: esta é uma constante nos meus agradecimentos,e vocês já sabem o que os livros significam para mim. Sou muito grata por todo o conhecimento que os livros me dão.
  3. O meu irmão: quem tem irmãos já deve, de certeza, ter passado pela fase do “odeio-te, de certeza que és adoptado!”. Mas a verdade é que eu não sei o que seria de mim sem o meu irmão, é nele que eu vou buscar tantas referências e é ele a minha maior companhia, desde sempre e para sempre.
  4. Os meus pais: é preciso explicar? Todas as coisas neste mundo pelas quais eu posso estar grata só são possíveis graças a eles. E isso é tudo.
  5. O meu namorado: na minha primeira lista pública de gratidão não podia faltar a pessoa que fecha o ciclo das pessoas-mais-importantes-para-mim. Não me sinto grata só por ele ser o meu namorado, mas também, – e principalmente – por saber que existem pessoas no mundo assim: com o coração maior do que o universo.

Eu tenho um diário na mesa-de-cabeceira, onde escrevo diariamente três coisas pelas quais estou grata. Acreditem, dá-nos uma perspectiva da nossa vida completamente diferente. E, aos poucos, as coisas que pareciam devastadoras passam a ser encaradas como meros testes à nossa capacidade de sermos grandes.

E nós somos grandes, basta queremos.

4 Comments

    • Joana Moreira
      18 Julho, 2016 / 19:01

      <3

  1. 13 Setembro, 2016 / 12:54

    Adorei o exercício, é sempre bom agradecer porque felizmente ainda temos tanta coisa boa.
    Vou experimentar ;)
    Beijinhos

    • Joana Moreira
      27 Setembro, 2016 / 10:25

      É algo que tento fazer diariamente e faz uma diferença enorme! :) Espero que o sintas também. Beijinhos <3

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *